Entenda a Diferença Entre Sapinho e Herpes Labial

Uma das afecções mais comuns que podem acometer a nossa boca é a herpes labial. Existe também o sapinho, lesão da mesma família, mas com características diferentes. Muita gente confunde herpes labial com sapinho devido a sua semelhança. No entanto, as duas lesões têm causas distintas. Por isso, o tratamento para curá-las não é o mesmo. Saiba as principais diferenças entre as duas e quais são os motivos que as causam.

O que é sapinho?

O sapinho, como é popularmente conhecido, caracteriza-se pela presença de lesões brancas na língua ou nas bochechas. Essa doença pode ser causada por conta da ação de um vírus do tipo 4. Este vírus é altamente transmissível e é muito comum que as pessoas tenham contato com ele ainda na infância. O sapinho é uma doença autolimitada, ou seja, segue um curso de uma ou duas semanas e desaparece. Por isso, nem sempre é necessário um tratamento.

Algumas pessoas também chamam de sapinho uma infecção fúngica na região dos lábios. O fungo responsável pelo aparecimento da doença é o Candida albicans, causador da candidíase. Em casos mais graves, o fungo pode se espalhar para a região da garganta. Neste caso, geralmente é indicado o uso de medicamentos antifúngicos.

Muito comum em bebês, o sapinho também atinge pessoas com imunidade baixa ou que fazem uso prolongado de antibióticos e corticosteroides.

Apesar de ser uma doença comum, o sapinho gera muito incômodo. Além das lesões esbranquiçadas a lesão também pode causar certo desconforto no local. Por isso, o paciente pode consultar um dentista estomatologista para aliviar os sintomas do sapinho.

O que é herpes labial?

A herpes labial é uma condição parecida com o sapinho, mas que acomete os pacientes de forma recorrente. Isso significa que o indivíduo pode ter essa infecção diversas vezes durante a vida. A herpes é causada por um vírus do tipo 1, que se instala no organismo geralmente durante a infância.

Muitos indivíduos possuem esse vírus no organismo, mas este não se manifesta. O vírus pode permanecer inativo por muito tempo e acometer as pessoas quando estão com imunidade baixa.

Quando os sintomas aparecem, geralmente a pessoa apresenta lesões e feridas na região da boca semelhantes a aftas ou bolhas. Além da dor e coceira que pode causar, a herpes labial também incomoda o paciente por conta do desconforto com a sua aparência.

Assim como no caso do sapinho, o tratamento para a herpes é feito para aliviar os sintomas. Isso porque a doença é autolimitada, ou seja, tem um curso de mais ou menos uma a duas semanas.

Para os casos em que o paciente precise ou queira acelerar o processo é possível utilizar um tratamento a laser. No entanto, apenas um dentista estomatologista é indicado para a realização deste procedimento.

Caso você tenha alguma lesão na região bucal que não cure em até duas semanas procure a ajuda de um estomatologista. Este profissional é o especialista indicado para avaliar qualquer tipo de afecção na região da boca.

A Clínica Jin conta com uma equipe especializada para cuidar da sua saúde bucal. Entre em contato conosco e agende sua consulta com um dentista Estomatologista!


**Nenhuma das informações acima confirmam o diagnostico do paciente e não substitui uma consulta presencial.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *